TEMA

Agrotóxicos

Há muito se fala que eles fazem mal para a saúde, e pouco se sabe sobre os elementos que compõem as fórmulas destas drogas e o que elas resultam de ruim. Tudo porque as mais detalhadas informações estão justamente nas mãos dos próprios produtores. Os organismos reguladores muitas vezes se encontram reféns dos resultados econômicos resultantes das enormes safras geradas com o apoio dos agrotóxicos, desta forma, qualquer maior ação de fiscalização ou repressão pode acarretar em enormes perdas financeiras ao país. A solução é ir pondo panos quentes e ir levando enquanto não há um quadro de extrema gravidade.

Não é que não haja ações para conter o uso de agrotóxicos já proibidos nos países mais civilizados, mas é que nosso sistema é frágil e qualquer alarde faz nossos produtos serem vetados pelo comércio internacional. O foco principal de fiscalização volta-se para a produção destinada a exportação. Desta forma, o controle acaba sendo bem sucedido na maior parte das produções agrícolas.

É comprovável que os agrotóxicos andam contaminando o solo e a água. O tratamento de recuperação não parece ser suficientemente razoável, e o aumento de casos de câncer são atribuídos em muito ao seu uso massivo. São poucos os estudos e pesquisas especificamente realizados nas plantações de nosso país. É comum termos casos de agricultores com problemas de saúde relacionados a envenenamentos após uso constante desses produtos tóxicos. Por ser um país predominantemente agrícola, o Brasil deveria ter um trabalho muito mais abrangente de pesquisa e controle de usos destes produtos. Devendo mesmo ser um de seus grandes criadores e produtores, mas atualmente são em sua massacrante maioria oriundos de outros países.

O aumento exponencial da população é um problema grave nesta questão, pois cada vez mais alimentos precisam ser produzidos diariamente. Meios ecológicos de cultivo tendem a ser menos produtivos em quantidade e em número de safras. Somente com muito estudo e experimentos poderemos suplantar esta dependência de agrotóxicos para produção em massa de alimentos.

Autor: Arnold Gonçalves


Redação anterior

Redação anterior

          

Próxima redação

Próxima redação