Nome da Escritora: Eloisa Menezes Pereira

Sequelas do tempo

No silêncio da História
Depredações rejeitam a Vitória
Altruístas são protagonistas
Da esperança pelas conquistas
Adormecidos pelo poder
Trituram o prazer
Gerando transformações
Enterram as emoções
Humilhados na ignorância
Produzem a ganância
Mutações reagem
Delineando a aprendizagem

Local de Nascimento: Porto Alegre RS

Transmutação

Confinados na reflexão
Exala ardente sensação
Na armadilha oculta
A ociosidade se culpa
No silêncio do isolamento
Sentimentos manipulados
Perfilam no constrangimento
Sentindo-se amados
Olhares de esperança
Inovam as consequências
Suplicando perseverança
Nas verdadeiras coerências

Data de Nascimento: 09/04/1952

Silêncio das sombras

Memórias desgastadas
Persistem nas lembranças
Vívidas e amadas
Justificando as cobranças

Sombras do passado
Insistem no retorno
Omitindo o eterno sono
Acasala o tempo amado
No labirinto da existência

Lembranças adormecidas
Demarcam seu espaço
Nas profundezas esquecidas
Manifestam seu cansaço

EMAIL: eloisa.vida@gmail.com

Indiferença

Olhares alienados
Na solidão da vaidade
Impulsionam fascinados
O brasão da falsidade
O poder celebra a ignorância
Resgatando a História
Cultiva a intolerância
Justificando sua vitória
Seres falidos
Manipulados pela autoridade
Revezam–se contidos
Na construção da fatalidade.
A indiferença subjuga a coerência
Predominando à realidade
Germinam a demência
Ocultando a identidade

Local onde vive: Porto Alegre RS

Instantes devaneios...

No infinito silêncio
Lágrima desfila
Esculpindo cansado
A lembrança da solidão
Na melancolia dos olhares
A História do passado
Suspira emoção
Aflorando a criação

Professora de Língua Portuguesa, participou de dez antologias poéticas, inclusive nos seguintes estados: RJ, SP e BA. Várias publicações nos jornais Diário Gaúcho e Zero Hora. Jurada do concurso Histórias de Trabalho organizado pela Prefeitura de Porto Alegre. Membro do Conselho do Leitor de Zero Hora, em 2008.

Melhor assim...

Em cascata natural
Sei que a dor vai passar
Nos distanciamos do amor
Acordamos no luto

Sofremos na melancolia
È a ilusão do tempo
Esnobando a vida
Imaginamos o diferente
Esculpimos o amanhã.

Site/Blog: Somente no Site do Escritor

Reconstrução

Bolhas de afeto ao vento
Torrentes de emoção
Delírios do coração
Afluem pelo alento...

Lembranças de opções
Ceiam na idade
Avançando com a prosperidade
Compensam as frustrações...

Livros publicados: Participação em livros poéticos e nos jornais Zero Hora e Diário Gaúcho. Lançou um e-book sobre Bullying.

Segredo da paixão

Como surfista preso num cabo
Uma força poderosa
Motiva a resposta
Liberando as sensações

Extremamente prazerosa
Cresce a paixão
Instalando a dependência
Na construção da convivência

Delegando sutilezas
Adapta-se à emoção
Proporcionando satisfação
Infesta a experiência

Formação Acadêmica: Superior Completo

Volúpios devaneios

Corpos delirantes
Arrepiam-se de desejos
Sonhando com o encontro
Festejam confiantes

Carícias navegam ao prazer
Ancorando no deleite
Respiram cumplicidade
Fantasiando ao fazer...

Mande AGORA comentários para o autor

Fantasias do tempo

Indiferente à realidade
Joga desejos
Brinca no sonho
Na magia da idade

Asas da beleza
Alinham os sentimentos
Encobrindo a sutileza
Humanizam os momentos.