S

A
A L A   D E   L E I T U R

HOME PAGE

ESCRITORES
PROFESSOR VIRTUAL
TESTES EDUCATIVOS

JOGOS LITERÁRIOS

SOB ENCOMENDA
SALA DE LEITURA
BUSCA LITERÁRIA
SEBO DA CULTURA

 SALA  DE  LEITURA 
 ARTIGOS   AUTO AJUDA   CINEMA   CONTOS   CRÔNICAS   ERÓTICO   ESOTÉRICO   EXPRESSÕES 
 E-ZINE   INFANTIL   MEDITAÇÃO   NOVELA   PIADA   POESIA   PROVÉRBIOS   TEATRO 

Vende-se um sítio

O dono de um pequeno sítio, amigo do grande poeta Olavo Bilac, abordou-o na rua:
Sr. Bilac, estou precisando vender o meu sítio, que o Senhor bem conhece. Pode redigir o anúncio para o jornal?
Olavo Bilac apanhou o papel e escreveu: "Vende-se encantadora propriedade, onde cantam os pássaros ao amanhecer; com extenso arvoredo, cortada por cristalinas e marejantes águas de um ribeiro. A casa banhada pelo sol nascente oferece a sombra tranqüila das tardes, na varanda".
Meses depois, topa o poeta com o homem e pergunta-lhe se havia vendido o sítio.
Nem penso mais nisso, disse o homem. Quando li o anúncio e percebi a maravilha que tinha! Desisti imediatamente de vender aquele paraíso!
Às vezes alguém chega para nós, e com a palavra certa, com a observação adequada e nos muda o ângulo de vista, nos faz quebrar os paradigmas e, entendemos que certas coisas que tanto precisamos e achamos não ter, estão bem do nosso lado...
Amar a vida e tudo que nos cerca nunca é demais...

auto ajuda anterior

Auto Ajuda anterior

          

Próxima Auto Ajuda

próxima auto ajuda