Terapia da Cozinha

TEMA

Os rumos do trabalho no Brasil.

Vale a pena lembrar alguns fatos do passado para que ninguém esqueça que, se está ruim, já foi incomparavelmente pior. Não esqueça que no final do século XIX foi abolida a escravidão, perceba que não faz nem 150 anos, para a história de uma civilização é pouco. Lembre-se sempre que no final da primeira metade do século XX foram criadas as leis trabalhistas, CLT, que hoje estão sendo destruídas pelos atuais políticos a mando de seus financiadores. Foram criadas para proteger o trabalhador, limitando a jornada de trabalho à 48 horas semanais; inicio de trabalho aos 14 anos; salário mínimo; aposentadoria; etc. Mas perceba a dificuldade de criar leis para proteger a população contra os poderosos, elas só valeram para o trabalhador urbano. Em 1940 quase todos viviam e trabalhavam no meio rural, o que os poderosos não conseguiram prever é que a força do trabalho se transferiria para o meio urbano e as leis passariam a proteger a maioria da população.

Hoje vivemos numa encruzilhada entre o progresso e o retrocesso. A CLT está de fato ultrapassada e retalhada em muitos aspectos. O trabalhador moderno jamais para de estudar, e este eterno estudo deve ser considerado parte do trabalho reduzindo a jornada. Até os anos 1970 havia um predomínio do trabalho na industria, mas de lá para cá o trabalho com informatização e tecnologia vem tomando todos os espaços. O excesso de população vem forçando o mercado a revisitar o trabalho rural, cada vez mais precisaremos do avanço na produção agrícola. Teremos certamente o retorno ao meio rural, mas nunca como foi um dia. Os shoppings e as ruas de comércio tendem a perder espaço para as lojas virtuais, obrigando-os a migração para o comércio quase exclusivo de alimentação e lazer. Não é de hoje que temos sofrido uma forte influência para acreditarmos que o empreendedorismo é a solução de todos os problemas, e talvez, com o fim da CLT, todos nós tenhamos que abrir uma empresa para poder trabalhar. O governo, aos poucos, vai tirando o corpo, e cada vez mais teremos que pagar os estudos, o plano de saúde, a aposentadoria privada, etc. Contudo, duvido muito que os ganhos como empreendedor irá suprir satisfatoriamente todas as novas necessidades que surgirão. Então, prepara-se para o futuro. Trabalho! Certamente não faltará.

Autor: Arnold Gonçalves


Redação anterior

Redação anterior

          

Próxima redação

Próxima redação