TEMA

O poder da transformação pela arte.

Não há dúvidas quanto ao poder transformador da arte, visto o grande número de artistas visionários que já pisaram nas terras desse nosso mundo pequenino. É transformação fluente em quem cria e em quem recepciona. Não só é encontrada em um quadro, num livro, ou em uma partitura; é vista nos edifícios, na culinária, em nossos sites de conteúdo. É verdade! O Site do Escritor é arte, e mais, o que você faz no seu serviço é com certeza arte. Pode até parecer que você segue a linha de produção e faz tudo igual, mas não, o seu jeito de apertar o botão acionando a máquina é único, é próprio, é a capacidade mais ínfima de criar, e de se recriar a cada dia de trabalho.

A arte é o poder da construção, destruição e reconstrução. Ela está em nosso próprio processo de raciocínio, mesmo que não tenhamos esta consciência da transformação. Ela não está presa na obra em si, ela está muito mais em quem a admira e absorve o saber da transformação. O saber critico, aquele do discernimento, é a intensão consciente da absorção da arte, mas não é a sua única forma de manifestação. Mesmo levando uma vida de gado, mesmo assim absorve a arte e se modifica. Porque não é a toa que um velho ditado diz que viver é uma arte.

Esta participação ativa do individuo é a expressão da sua humanização. Talvez por isso possamos explicar porque na maioria das vezes as pessoas mais vividas são mais ponderadas e confiáveis. Pela experiência? Que é a arte de reconstruir diariamente este pequeno universo ao qual podemos atingir. Então a arte não é tão somente consumir livros, dvd's, exposições, festivais, etc. A arte está em tudo, e as “convenções artísticas” são o que menos importam neste contexto, você pode ser a arte em tudo que faz no seu dia a dia.

Autor: Arnold Gonçalves


Redação anterior

Redação anterior

          

Próxima redação

Próxima redação