S

A
A L A D E L E I T U R
HOME PAGE
ESCRITORES
PROFESSOR VIRTUAL
TESTES EDUCATIVOS
JOGOS LITERÁRIOS
SOB ENCOMENDA
SALA DE LEITURA
BUSCA LITERÁRIA
SEBO DA CULTURA

SALA DE LEITURA
ARTIGOS AUTO AJUDA CINEMA CONTOS CRÔNICAS ESOTÉRICO EXPRESSÕES
E-ZINE INFANTIL MEDITAÇÃO NOVELA POESIA PROVÉRBIOS TEATRO

Pôr a alma pela Boca

As idéias de alma e sopro ou corrente de ar expelida dos pulmões, desde os tempos bíblicos, estão em estreita relação.
Foi com um sopro que Deus infundiu a vida ao primeiro homem, conforme a versão de Gênesis 2:7.
Pôr a alma pela boca, a partir desta interpretação, passa a sugerir a idéia de perder a vida ou parte da vida, o que normalmente acontece com o cansaço ou sofrimento excessivo.
Raimundo Magalhães Júnior registra a variante deitar a alma pela boca, já documentado na Feira de Anexins, de D. Francisco Manuel de Melo.

texto anterior

Texto anterior

          

Próximo texto

próximo texto